quinta-feira, 2 de julho de 2009

As civilizações valem todas o mesmo?

Partindo do princípio de que se pode chamar civilização a certas formas de organização social assim denominadas pelos antropólogos e sociólogos, e não barbárie, cabe perguntar aos adeptos do relativismo cultural e progressistas terceiro-mundistas: admitindo que a todas podemos chamar civilizações, valerão todas o mesmo?
Veja-se a crueldade da «civilização» muçulmana no vídeo anexo.
A lapidação de mulheres é prática corrente entre os muçulmanos. Tal ocorre normalmente quando uma mulher viola gravemente os códigos morais.
Claro que não pretendemos desculpabilizar o adultério, consequência da fraqueza humana, e hoje banalizado no Ocidente pela degradação moral da mulher, principalmente promovida pelo feminismo e pelo anarco-liberalismo.
Mas como resolver tal problema que destrói a família nos seus alicerces? Que humanidade é essa que se permite, a sangue frio, praticar a barbaridade da lapidação em nome da justiça?
Civilizações «diferentes ... todas iguais»???...
Calminha!
Muita calminha!



video

Sem comentários: